24/04/15

Delegação francesa participa do III EMDS em debates sobre clima, mobilidade e economia solidária

Economia Solidária, Mudanças Climáticas e questões que dizem respeito à Mobilidade Urbana foram os temas centrais da troca de experiências entre os secretários municipais e regionais franceses e gestores brasileiros, durante o III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), realizado de 7 a 9 de abril, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).

Além dos temas de interesse da delegação francesa, o evento, realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), foi uma oportunidade para os 9.458 participantes debaterem outros assuntos de interesse do municipalismo.

II Encontro Franco-Brasileiro de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária

Realizado no âmbito do III EMDS, e em parceria com a FNP, o Encontro Franco-Brasileiro foi organizado pelo Fundo Mundial para o Desenvolvimento das Cidades (FMDV); Embaixada da França no Brasil e a Rede de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária.

O encontro permitiu o intercâmbio de experiências entre os gestores franceses e brasileiros, em matéria de políticas públicas locais e nacionais de economia solidária. Entre os destaques do encontro com franceses e brasileiros, esteve a oportunidade de debaterem o assunto com o secretário Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, Paul Singer, e o coordenador-geral do Banco Palmas, João Joaquim de Melo Neto.

Uma visita técnica a experiências de economia solidária no Distrito Federal coroou a programação, que se encerrou no dia 10 de abril.

Cidades e Clima – Desafios e Financiamentos de Infraestruturas Sustentáveis

Além disso, o FMDV, a Embaixada da França no Brasil, a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e as Cidades Unidas da França (CUF), organizaram um debate sobre o papel das cidades na adaptação às mudanças climáticas, na manhã do dia 9. O debate teve como objetivo identificar as soluções possíveis para financiar projetos de infraestruturas urbanas sustentáveis.

Entre os debates esteve o papel dos governos locais na agenda do clima, tanto local quanto internacionalmente. Na oportunidade, participaram a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e o Embaixador da França do Brasil, Denis Pietton, que convidou as prefeituras brasileiras a participarem da COP21, conferência internacional de negociação sobre adaptação às mudanças climáticas, realizada em dezembro deste ano, na França.

Para debater a questão do financiamento de infraestruturas sustentáveis, foram convidados representantes da prefeitura de Curitiba (PR), Guarulhos (SP), de regiões francesas, além de redes de cidades internacionais como ICLEI e FMDV, e agências de fomento como agência francesa de desenvolvimento e Banco Mundial.

Exposição – 60 soluções diante das mudanças climáticas

Apresentada pela Agence Française de Développement (AFD), a exposição fotográfica “60 soluções diante das mudanças climáticas”, reuniu registros do fotógrafo Yann Arthus-Bertrand, que fazem parte da renomada série “A terra vista do céu”.

Essa foi uma iniciativa que faz parte do ciclo “Caravana do clima no Brasil: em direção à COP21 em Paris”.

Mobilidade Urbana

Essa temática também foi tratada durante o III EMDS e contou com a participação dos franceses em diversos debates. A Sala Temática “O esgotamento do modelo de mobilidade urbana e a necessidade de pactuação federativa” contou com a participação francesa em duas mesas de debates.

A diretora delegada para Assuntos Europeus e Internacionais, Françoise Méteyer-Zeldine, participou da mesa de debates “Financiamento, custeio e gratuidades – quem paga a conta: quem usa ou quem se beneficia?”.

Já o diretor encarregado do Syndicat des transports dlle-de-France (STIF), Jean Christophe Monnet, participou da mesa “Estatuto da metrópole e autoridade metropolitana: como organizar os sistemas de mobilidade nas regiões conurbadas”.

Monnet também participou da Praça de Boas Práticas. Ele trouxe as experiências do STIF no planejamento e financiamento dos transportes públicos na região urbana da Grande Paris.

Redator: Lívia PalmieriEditor: Rodrigo Eneas
Mais nesta categoria: